Bombeiros passam dicas de segurança de como proceder em caso de enchentes

Em virtude das fortes chuvas que ocorrem no Estado, o Corpo de Bombeiros Militar orienta a população a respeito de como proceder antes, durante e depois de enchentes.

Lido 780 vezes

Enchente
Em virtude das fortes chuvas que ocorrem no Estado, o Corpo de Bombeiros Militar orienta a população a respeito de como proceder antes, durante e depois de enchentes. Segundo os bombeiros, em caso de emergência as pessoas devem ligar para o 193 e pedir ajuda da corporação.

Dicas de prevenção:


Se você vai construir sua residência, escolha um lugar que ofereça segurança para você e sua família; Reúna-se com seus familiares e vizinhos para se prevenir e preparar para situações de emergência; Não desvie canos ou deságues; Peça ajuda para o departamento ambiental de sua cidade, sobre poda ou corte de árvores próximas à sua residência que ofereçam risco de queda; Não plantar nos morros bananeira e outras plantas de raízes curtas. As raízes dessas árvores não fixam o solo e aumentam os riscos de deslizamentos; Conserte falhas no telhado. Confira o isolamento da fiação elétrica, as calhas de escoamento a fixação das telhas; Verifique se há sinais de infiltrações na casa, rachaduras nas paredes e no chão; Armazene água potável em tonéis devidamente vedados.

Ainda de acordo com as dicas dos bombeiros, caso você esteja em uma área de baixada, sujeita a alagamento, ao primeiro sinal de aumento do nível de água abrigue-se em locais altos e secos. A população também deve acompanhar os alertas da Defesa Civil e seguir as orientações do órgão, se necessitar abandonar a residência. Outra orientação da guarnição é para que as pessoas guardem os documentos, de preferência, em uma mochila impermeável para facilitar na hora de abandonar a residência. Os bombeiros também alertam para que mantenham os medicamentos em lugar seguro.

Como Proceder em caso de Enchentes:


Segundo os bombeiros, no caso de enchentes, se possível, ponha a salvo seus bens, mas lembre-se que algumas inundações se apresentam repentinamente. Nesses casos, o mais importante é proteger a sua vida e de seus familiares. Encaminhe-se imediatamente para um lugar seguro (partes mais altas da cidade); Evite contato com água da enchente, pois certamente, estará contaminada. Durante as enchentes é comum ocorrer contaminações como leptospirose e doenças de pele. Ao primeiro sintoma de febre, vômito, diarreia, dores abdominais ou nas pernas, dor de cabeça ou ainda se ocorrer ferimentos procure a unidade de saúde mais próxima, informando que teve contato com água de enchente; beba somente água filtrada ou fervida.


Em casa


Ao primeiro sinal de chuva forte, os bombeiros pedem que deixe móveis e eletrodomésticos fora do alcance da água. Desligue equipamentos elétricos e eletrônicos, feche o registro do gás e da água; Guarde os produtos de limpeza e alimentos fora do alcance das águas e não os utilize caso tenham sido atingidos; Mantenha um membro da família atento e vigilante ao nível de subida das águas, mesmo à noite; Tenha sempre lanternas e pilhas em condições de uso. Não use velas, lamparinas a álcool ou similares; Acompanhe o noticiário local pelo rádio e fique atento às mensagens de esclarecimento ou alarmes; Feche portas e janelas da casa ainda que seja necessário o abandono para evitar a entrada de escombros e de animais peçonhentos; Se houver muita infiltração na casa e acontecer rachaduras nas paredes ou escutar algum barulho estranho, abandone sua residência; Transmita alarme aos vizinhos em caso de súbita elevação das águas; Não use telefone (o sem fio pode ser usado); Não fique próximo a tomadas, canos, janelas e portas metálicas; Não toque em equipamentos elétricos que estejam ligados à rede elétrica.

Calma


O mais importante é a pessoa manter a calma para que possa tomar as providências necessárias. “O pânico só piora a situação de quem está a sua volta“.

Na rua


Os bombeiros também pedem para que se evite, ao máximo, estar em áreas alagadas. Segundo a guarnição a população deve tomar alguns cuidados como: terrenos acidentados, buracos e bueiros abertos, assim como fiações elétricas expostas podem causar acidentes graves. Se não houver alternativa, os bombeiros pedem para seguir estas orientações: Ao encontrar-se em ruas alagadas, procure se proteger o máximo possível para evitar o contato com a água. Use calçados ou improvise, com sacos plásticos, proteção para as pernas; Ande junto a muros e paredes, preferencialmente seguro por cordas ou sendo auxiliado por outras pessoas. Segundo os bombeiros, a força das águas em locais inclinados é incontrolável. “As águas de enchentes são pesadas e violentas, e também oferecem grande risco de contaminação. Mesmo que você saiba nadar bem, não se arrisque em travessias ou brincadeiras”, orienta o assessor de comunicação dos bombeiros.

Outra dica dos bombeiros é para que a pessoa evite cruzar pontes onde o nível do rio subiu; Não se abrigue embaixo de árvores e se mantenha distante de postes; Não se aproxime de cercas de arame, varais metálicos, linhas aéreas e trilhos; Não se abrigue debaixo de árvores isoladas; Não tome água ou coma alimentos que estavam em contato com as águas da inundação.

Dentro de carros


Os bombeiros alertam para que, ao primeiro sinal de chuva forte, evite sair de casa. Não corra risco desnecessário. No entanto, se já estiver no trânsito, fique atento. Aos primeiros sinais de alagamento procure áreas elevadas para estacionar e aguarde o nível da água baixar; Ande devagar, aumente a distância do veículo da frente e não feche os cruzamentos; Sintonize seu rádio no noticiário local e procure informações sobre as áreas alagadas; Não pare o carro próximo a árvores ou postes; Evite áreas alagadas. As poças podem esconder crateras. Se for inevitável, ao atravessa-las, mantenha aceleração contínua em primeira. Em hipótese alguma a água pode entrar pelo cano de descarga; Aguarde que o carro que esteja à sua frente, transponha a área alagada para, em seguida, proceder a sua travessia; Não fique próximo a caminhões ou ônibus. Veículos de grande porte provocam marolas que podem alagar o seu carro e fazer com que perca o controle da direção; Se o nível da água atingir o batente inferior da porta é hora de abandonar o veículo. Com água acima das rodas, o carro começa a boiar e fica sem controle. “Se a água alcançar as janelas, ocorre o bloqueio das portas, impedindo a saída. Isso piora a situação, dificultando o resgate”, informa o assessor.

Procedimentos após as enchentes


Os bombeiros também informam à população para que, ao término da enchente, a pessoa busque orientação da Defesa Civil sobre o retorno para sua residência. E que é necessário limpar os locais atingidos pela água e lama. Só retorne a casa durante o dia. Use botas e luvas para evitar o contato com a água e a lama. Para descontaminar os locais e caixa de água, os bombeiros orientam para que utilize uma colher de sopa de água sanitária para cada litro de água.

Também alertam a população para jamais reaproveitar a água da enchente. “Enquanto não for liberado o consumo da água da rede pública, beba somente água engarrafada, fervida ou clorada. Um minuto em fervura mata a maioria dos microorganismos”, informa Joilson. Segundo ele, para evitar incêndios, choques elétricos ou explosões, a pessoa deve desligar a energia elétrica e desconectar as tubulações de gás. “Se a sua residência foi destruída durante a enchente, não retorne a construir no mesmo lugar, porque cedo ou tarde ocorrerá uma nova enchente”, alerta o bombeiro.
Enchente
Enchente
- Parceiros/Conveniados -


Compartilhe

Comente