Bombeiros de São Paulo vão formar voluntários para atendimentos de emergência

Ação chamada de Sistema de Atendimento de Emergências irá atuar em municípios pequenos do Estado

Lido 393 vezes

Foto: www.saopaulo.sp.gov.br/
Uma nova medida acaba de ser adotada pelo Corpo de Bombeiros de São Paulo. Está em vigor o Sistema de Atendimento de Emergências que treinará voluntários para atuar nos casos de emergência.

O decreto, assinado pelo governador Geraldo Alckmin na tarde desta terça-feira (12), visa a integração de esforços, especialmente em casos de emergência. Ele é considerado vital para reduzir os danos de uma ocorrência de grandes proporções, pois também determina como funcionará a estrutura nas cidades, de acordo com a população, a alta incidência de ocorrências e as regiões de riscos específicos. “Nosso Corpo de Bombeiros tem profissionalismo, capacitação, tecnologia, equipamento e inteligência reconhecidos internacionalmente”, afirmou o governador Geraldo Alckmin. “Nós precisamos expandir este bom trabalho. E também não justifica você ter em municípios menores uma estrutura tão grande. Este modelo é usado em países como os Estados Unidos”, exemplificou o governador.

Este decreto estrutura a atuação dos bombeiros na pronta resposta em casos de incêndios, catástrofes e emergências, valorizando a união com prefeituras, empresas e voluntários (no caso de municípios com população inferior a 25 mil habitantes), mediante convênio com os municípios. As Defesas Civis, estadual e municipais, pela prerrogativa institucional, já integram o sistema.

Ainda na ocasião foi assinado e enviado para a Assembleia Legislativa o projeto de lei para a criação do Fundo dos Bombeiros.

Bom exemplo

A união entre profissionais do Estado, das empresas próximas e de voluntários evitou problemas em grandes incêndios, como o de tanques de combustível em Santos, em abril de 2015, ou o de contêineres no Guarujá, em janeiro do ano seguinte.
Compartilhe
- Parceiros/Conveniados -


Comente