Em solenidade, Coronel Marcelo Vieira Salles assume comando da PMESP

Cerimônia de passagem do cargo foi realizada nesta sexta-feira (4) na Academia de Polícia Militar do Barro Branco, em São Paulo

Lido 988 vezes

O coronel Marcelo Vieira Salles (à dir.) chefiava o Comando de Policiamento de Área Metropolitana 5, responsável pela zona oeste da cidade de São Paulo
O Estado de São Paulo possui um novo comandante-geral da Polícia Militar. O coronel Marcelo Vieira Salles assumiu o posto no lugar do coronel Nivaldo Cesar Restivo, que permaneceu à frente da corporação desde março de 2017. O governador Márcio França participou da cerimônia de passagem do Comando Geral da PM, realizada na capital paulista nesta sexta-feira (4).

“Tenho certeza de que a Polícia Militar estará nas mãos seguras e preparadas de mais um grande oficial que ocupa essa função. Estou aqui para agradecer a todos os agentes de segurança, na pessoa do coronel Marcelo Vieira Salles. Queremos recuperar o respeito às polícias do Estado, que receberam a autoridade outorgada pelo povo de São Paulo”, destacou Márcio França, durante o discurso na Academia do Barro Branco.

A carreira do coronel na instituição teve início aos 17 anos, quando ingressou como aluno-oficial da Academia de Polícia Militar do Barro Branco. “É uma honra muito grande poder retornar a este sagrado pátio em que entrei no dia 4 de fevereiro de 1985. Digo que as instituições militares privilegiam a meritocracia. Estou muito honrado com a distinção de ter sido designado como comandante-geral da Polícia Militar pelo governador Márcio França”, ressaltou o coronel Marcelo Vieira Salles.

Trajetória

O novo comandante-geral da PM é bacharel em Direito, mestre e doutor em Ciências Policiais de Segurança e Ordem Pública. Especialista em tropa montada e controle de distúrbios civis, o coronel foi ajudante-de-ordens do ex-governador Geraldo Alckmin.


O coronel Marcelo Vieira Salles chefiava o Comando de Policiamento de Área Metropolitana 5, responsável pela zona oeste da cidade de São Paulo. Ele comandou a Cavalaria de fevereiro a agosto do ano passado, função que já exerceu em outras oportunidades. Anteriormente, o comandante-geral respondeu interinamente como coordenador da Defesa Civil e pela função de secretário-chefe da Casa Militar.

Compartilhe
- Parceiros/Conveniados -


Comente