Polícia Militar do Estado de SP conta com o reforço de 1.812 soldados

Durante solenidade de formatura, foram entregues 70 viaturas para a corporação, em investimento superior a R$ 3,7 milhões

Lido 146 vezes

Fotos: Portal do Governo
Nesta sexta-feira (23), a Polícia Militar do Estado de São Paulo promoveu, no Polo Cultural e Esportivo Grande Otelo (Sambódromo do Anhembi), na zona norte da capital, a formatura de 1.812 soldados de 2ª classe. Durante a cerimônia, o governador Márcio França entregou 70 viaturas modelo GM Spin 1.8. O investimento do Governo do Estado foi de R$ 3.759.000,00.

“Os policiais, como sempre, foram bem treinados. Percebemos hoje, pelo desfile difícil de ser executado, que os novos soldados estão muito entusiasmados. Tenho certeza de que eles continuarão honrando a farda da Polícia Militar”, salienta o governador Márcio França.

Vale destacar que os novos policiais militares atuarão no litoral paulista ao longo da Operação Verão 2018/2019. Em seguida, os agentes de segurança serão distribuídos para o reforço no patrulhamento em outras unidades policiais. Os soldados (entre os quais, 410 mulheres) participaram das atividades do Curso Superior Técnico de Polícia Ostensiva e Preservação da Ordem Pública, com duração de aproximadamente doze meses.

Ao todo, foram 1.456 horas de aulas, distribuídas em 49 disciplinas como Direitos Humanos, Tiro Defensivo Pela Preservação da Vida “Método Giraldi”, Inteligência Policial, Gerenciamento de Crises, Doutrina de Polícia Comunitária, entre outras. É importante frisar que os policiais militares foram selecionados, em concurso público, entre 137.127 candidatos para 2.293 vagas (relação 59,8 por vaga).

“Hoje vocês encerram o primeiro ciclo, mas iniciam também hoje uma nova jornada. De dedicação à causa pública, que vai exigir dos senhores o juramento que hoje fizeram, no dia a dia, a cada dia e a cada instante, no cumprimento de uma missão difícil, que vai garantir, certamente, a melhoria do nosso estado democrático de direito. É assim que deve ser vista a policia do Estado de São Paulo, a garantidora dos direitos da sociedade”, falou o secretário-adjunto da Segurança Pública, Sérgio Turra Sobrane.

Reforço

Desde 2011, foram contratados 24.704 soldados e 1.935 bombeiros para reforçar o efetivo da Polícia Militar em todo o território paulista. Além da turma que se forma nesta sexta-feira (23), outros 613 alunos-oficiais estão em curso nas academias da PM.

No dia 13 de novembro, mais 2.200 soldados foram nomeados. Os profissionais ingressão em breve na Escola Superior de Soldados. Concursos estão em andamento para preencher 5.400 vagas para soldado e 270 para aluno-oficial.

Os 70 veículos entregues durante a solenidade serão destinados às unidades da PM da cidade de São Paulo. Cada carro foi adquirido pelo valor de R$ 53,7 mil. Os automóveis integram uma compra total de 1.645 viaturas para a corporação, em um investimento de R$ 91.731.300.

Além dessa aquisição, desde 2011, foram entregues 11.672 veículos para unidades da Polícia Militar, por meio do aporte de recursos da ordem de R$ 597 milhões.

Formatura

O paraninfo da turma de novos soldados é o coronel Paulo de Tarso Diógenes, nascido em 30 de outubro de 1952, na capital paulista. Ele ingressou na PM em fevereiro de 1972 e atuou no 3º Batalhão de Choque, no 17º Batalhão de Polícia Militar Metropolitano (17º BPM/M), 13º BPM/M, 4º BPTRan, Escola Superior de Sargentos, Academia de Polícia Militar do Barro Branco (APMBB), Diretoria de Ensino e Cultura, entre outras unidades.

Como oficial, também serviu na APMBB e no 24º BPM/M. Já como coronel, ele foi coordenador operacional e teve passagens pelo Comando de Policiamento do Interior-2 (região de Campinas) e CPI-9 (região de Piracicaba). De 2003 a 2006, ele comandou a Escola Superior de Soldados, encerrando a carreira em 2008 no CPI-1 (na região de São José dos Campos).

A turma recebe o nome do patrono, o soldado Joel Lourenço da Silva, que atuava no 38º BPM/M. Durante patrulhamento de rotina, em 23 de fevereiro deste ano, o agente de segurança e o parceiro suspeitaram de três pessoas em um carro e deram ordem de parada.

Um dos passageiros tentou fugir, sendo acompanhado pelo soldado Lourenço, que conseguiu detê-lo na entrada de uma comunidade, mas foi baleado. O soldado foi socorrido ao Hospital São Mateus, mas não resistiu aos ferimentos.

“Qual profissão abre mão da sua vida, por vezes, por pessoas que não conhecem? É porque honra o juramento que fizemos. Temos aqui policiais de todo o Estado de São Paulo, da Baixada, do interior, e digo que é uma honra caminhar não à frente, mas ao lado dos senhores”, celebrou o comandante-geral da PM, Marcelo Vieira Salles, emocionado ao mencionar a bravura do soldado Lourenço.




Fotos: Portal do Governo
Fotos: Portal do Governo
Compartilhe
- Parceiros/Conveniados -


Comente