Aeronaves do Corpo de Bombeiros Militar em ação em Mariana - MG

O BOA, com o apoio das aeronaves da Polícia Civil e da Polícia Militar, tem sido peça chave nas operações em Mariana.

Lido 562 vezes

O BOA, com o apoio das aeronaves da Polícia Civil e da Polícia Militar, tem sido peça chave nas operações em Mariana.

As aeronaves do Batalhão de Operações Aéreas (BOA) estão sendo operadas por nosso militares desde a última quinta-feira (05/11), após do rompimento de duas barragens da empresa Samarco. Vários distritos de Mariana e da região estão ilhados após serem atingidos pelos rejeitos de minério, oito pontes foram destruídas e o mar de lama, dificulta o acesso a diversas localidades. Sem o apoio de aeronaves, a operação de resgate e busca de vítimas seria impossível. Leia também, o último boletim divulgado.

O BOA, com o apoio das aeronaves da Polícia Civil e da Polícia Militar, tem sido peça chave nas operações em Mariana. Os pilotos realizam voos com diversas finalidades: deixar militares em locais distantes e que estão sem acesso via terra, levar a equipe médica nos distritos afetados, resgatar pessoas ilhadas, levar mantimentos e água, levantar a necessidade das localidades, realizar voos de monitoramento das regiões, salvamento de animais e outros.

Ontem, o Arcanjo, aeronave do BOA, com o uso do equipamento MC Guire (um guindaste que é acoplado ao helicóptero e usado para içar cargas pesadas), realizaram o salvamento de um cavalo, que estava atolado na lama.

Também, ontem, os bombeiros receberam um apoio dos militares e cães dos Corpos de Bombeiros Militares do Espírito Santo e Santa Catarina que estão auxiliando na busca das vítimas. Uma equipe de bombeiros do 2º Comando Operacional de Bombeiros (COB), do triângulo mineiro, enviou um grupo especializado em busca e resgate em estruturas colapsadas (BREC) para reforço dos trabalhos.

A orientação dos bombeiros é de que a população não se aproxime dos locais afetados pela lama, porque o terreno ainda é instável e as pessoas podem ficar atoladas e necessitarem de resgate.

BOLETIM 5 – 11/11/15 – 11H

Mais dois corpos resgatados foram encaminhados ao IML de Mariana, no final da noite desta terça-feira (10). Ambos já foram periciados, mas ainda não foram identificados. O número oficial de óbitos, até agora, é de quatro corpos já identificados e quatro aguardando identificação; sendo um no IML de Belo Horizonte e três no IML de Mariana.

Dos corpos já identificados, três são prestadores de serviço da Samarco e uma criança de cinco anos. Reiteramos que a classificação de “vítima do acidente” só é reconhecida oficialmente após a identificação do corpo.

Quanto aos desaparecidos; são 21 pessoas, 11 funcionários e 10 informados pelos familiares. Estão hospedadas em hotéis de Mariana 637 pessoas.

bombeiros chegam aos locais isolados com as aeronaves para buscar vítimas
bombeiros chegam aos locais isolados com as aeronaves para buscar vítimas
Compartilhe
- Parceiros/Conveniados -


Comente