Bombeiros encontram 2 corpos em carro carbonizado em Porto Ferreira

Veículo teria capotado na estrada do Brejão antes de pegar fogo. Equipes da corporação já combatiam um incêndio na região.

Lido 267 vezes

Área de bambuzal atingida por incêndio em Porto Ferreira no domingo (31) (Foto: Ely Venâncio/EPTV)
Dois corpos foram encontrados carbonizados na noite de domingo (31) dentro de um carro na estrada do Brejão, que liga Porto Ferreira (SP) ao distrito de Santa Cruz da Estrela. O veículo teria capotado antes de pegar fogo, segundo o Corpo de Bombeiros.

Equipes da corporação já estavam no local desde as 14h por conta de um incêndio que atingia uma área às margens da estrada, que ficou interditada por aproximadamente três horas.

O carro seguia para Porto Ferreira e na hora do acidente já estava escuro. Por conta do incêndio, havia muita fumaça na pista, o que atrapalhou a visibilidade do motorista que viajava com um passageiro. Os dois não conseguiram sair do veículo e morreram queimados.

"Na posição em que se envontravam, no sentido Porto Ferreira a Tambaú, não tinha como passar porque havia uns 500 metros de bambus deitados sobre a via e pegando fogo. Então tivemos que apagar as chamas e liberar a via para conseguir chegar", relatou o sargento do Corpo de Bombeiros Cleiton Araújo.

Chamas
As chamas atingiram os bambuzais dos dois lados da vicinal. Uma hora antes, os bombeiros conseguiram controlar o fogo em uma fazenda que fica ao lado dos bambuzais. O incêndio destruiu uma área de 100 mil metros quadrados. Ao todo, 17 homens dos bombeiros e das brigadas de usinas levaram quatro horas para conter o fogo. "O tempo seco foi a principal dificuldade, assim como o vento que estava muito forte", relatou o sargento.

O administrador da fazenda, Luiz Renato Pereira, contou que a mata, uma reserva ambiental, foi a primeira a ser atingida."Foi um incêndio criminoso, porque o fogo não começou na rodovia, começou dentro da fazenda. Então entraram, subiram o barranco e colocaram fogo na reserva. O prejuizo foi ambiental e mais essas duas mortes que a gente ainda não sabe nem que são", afirmou.

O Instituto de Criminalística de São Carlos foi acionado para investigar se o carro pegou fogo devido à capotagem ou se foi atingido pelo incêndio da mata. As placas do veículo não foram identificadas. As vítimas também não tinham sido reconhecidas até as 8h30 desta segunda-feira (1º).
Ossadas das vítimas foram encontradas dentro do carro que pegou fogo (Foto: Osni Martins/Arquivo pessoal)
Ossadas das vítimas foram encontradas dentro do carro que pegou fogo (Foto: Osni Martins/Arquivo pessoal)
Compartilhe
- Parceiros/Conveniados -


Comente