Dicas de segurança para as viagens de férias

Segurança contra danos nas instalações redidenciais

Lido 314 vezes

Segurança contra danos nas instalações redidenciais
Segurança contra danos nas instalações residenciais

- Feche os registros de água e de gás de cozinha, evitando desperdícios com vazamentos e prevenindo acidentes.

- Se puder, deixe a chave geral desligada, pois além de prevenir sérios danos na fiação por picos de energia, também protege toda a sua casa. Em residências que possuem aparelhos eletrônicos que “hibernam” (em “stand by”)em casos de descargas atmosféricas (ou raios) podem ser danificados pela sobrecarga e podem vir a iniciar um incêndio. Imagine se isso acontece sem você estar em casa!

- Se a viagem for durar até uma semana, verifique a data de validade dos alimentos, aqueles que vencerem, doe-os para quem possa consumí-los antes de estragar. Se durar mais de uma semana (por volta de mês) esvazie a geladeira, doe para parentes, vizinho ou instituições filantrópicas. Em ambos os casos, desligue a geladeira, tire o plugue da tomada e deixe a porta aberta. (para não criar mofo).

- Aplique inseticida na parte de trás das cômodas e armários.

- Se a viagem for durar até uma semana, verifique a data de validade dos alimentos, aqueles que vencerem, doe-os para quem possa consumí-los antes de estragar. Se durar mais de uma semana (por volta de mês) esvazie a geladeira, doe para parentes, vizinho ou instituições filantrópicas. Em ambos os casos, desligue a geladeira, tire o plugue da tomada e deixe a porta aberta. (para não criar mofo).

- Aplique inseticida na parte de trás das cômodas e armários.

Segurança contra furtos e roubos

- Antes de viajar, comunique a ausência a um vizinho de confiança ou parente e deixe os contatos do local onde estará. Neste período, peça a esta pessoa para recolher as correspondências que chegarem, visto que o acúmulo das mesmas pode denunciar que não há ninguém em casa; e cuidar do jardim, se houver um. Se essa pessoa notar pessoa ou grupos rondando a casa, denuncie.

- Uma dica é comprar equipamentos de segurança, como câmeras, alarmes, fechaduras e cadeados adicionais – facilmente encontrados em lojas de materiais de construção -, que ajudam a desestimular os assaltantes.

- Deixe algum telefone de contato com um vizinho de confiança, parente ou amigo.

- Em condomínios fechados ou edifícios não deixe as chaves na portaria.

- É aconselhável que poucas pessoas saibam do sistema de segurança de sua casa.

- Suspenda a entrega de jornais (para não haver acúmulo) ou peça para um vizinho recolher toda a correspondência.

- Só deixe a chave com pessoas de absoluta confiança.

- Evite colocar cadeados do lado externo do portão. Isso poderá evidenciar a saída dos moradores. No caso de condomínios, a dica é orientar funcionários, intensificar as rondas, sobretudo noturnas, e inspecionar com cuidado o sistema de segurança, verificando o funcionamento do circuito de alarmes e TV interna do condomínio.

- Além do investimento em itens de segurança, é importante que o proprietário preste atenção em suas atitudes. Não fique contando a todos, principalmente a estranhos sobre sua viagem e quando estiver arrumando o carro, coloque as malas no bagageiro dentro da garagem, com o portão fechado.

- Ao contrário do que muita gente pensa, deixar a luz acesa pode ter o efeito contrário do desejado, pois um observador mais atento perceberá que ela nunca se apaga. Neste caso, o ideal é instalar um aparelho de fotocélula, que acenda as luzes externas à noite e, ao amanhecer do dia, elas apagam sozinhas.

- Outra medida é desligar a campainha, para evitar que pessoas mal intencionadas toquem o aparelho a fim de verificar se as pessoas estão em casa. Com a campainha desligada, a dúvida permanece.

- Por fim, não deixe coisas de valor em casa, e boa viagem!

Em caso de emergência entre em contato pelo telefone 193.
Compartilhe
- Parceiros/Conveniados -


Comente